Olheiras: para cada tipo, um tratamento diferente | TVCLASSIFICADOS.com 100% Digital

Peeling, luz pulsada e preenchimento com ácido hialurônico estão entre as técnicas mais utilizadas no momento por dermatologistas                                                 As olheiras podem aparecer por múltiplos fatores: genética, envelhecimento...

genética, envelhecimento, pele, cansaço, fatores, hormonais, tabagismo

Olheiras: para cada tipo, um tratamento diferente

Publicado por: Redação
03/10/2021 13:25:56
Cortesia Pixabay
Cortesia Pixabay

Peeling, luz pulsada e preenchimento com ácido hialurônico estão entre as técnicas mais utilizadas no momento por dermatologistas

 

                                             

As olheiras podem aparecer por múltiplos fatores: genética, envelhecimento da pele, cansaço, fatores hormonais, tabagismo, entre outros, que devem ser avaliados individualmente para se definir uma melhor estratégia de tratamento.

Há vários tipos de olheiras, mas os mais comuns são:

 

  • Olheiras melanocíticas: também conhecida como olheira pigmentar, é causada pelo excesso de pigmento (melanina) na pele. Geralmente apresenta uma cor amarronzada;

 

  • Olheiras sanguíneas:  causadas pelo acúmulo de hemoglobina nos vasos sanguíneos. Arroxeadas, avermelhadas ou azuladas, tendem a aparecer em quadros de rinite alérgica, tabagismo, noites mal dormidas e alimentação rica em sal.

 

  • Olheiras por profundidade: acontece pelo alargamento da goteira lacrimal profunda, que dá a sensação de ser mais escura, de cor castanha, e com sombra;

 

  • Olheiras vasculares: Ligeiramente azuladas, são causadas pelo aumento de vasos sanguíneos na região dos olhos devido a um distúrbio ao nível do sistema circulatório e retenção de líquidos. Como tendem a surgir após uma noite de sono ruim ou em pessoas que estão estressadas, costumam deixar a região inchada.

 

Olheiras mistas: São o tipo mais comum e acontecem quando há a soma de um ou mais fatores que causam a alteração, sendo agravadas também por motivos como tabagismo, álcool e noites mal dormidas.

 

Como explica a médica dermatologista da rede de clínicas Meu Dermato, Pâmela Ribeiro, normalmente há mais de um fator associado ao aparecimento das olheiras, e por isso as formas de tratamento são diferentes ou até mesmo conjuntas. “No caso de pigmentos e vasinhos arroxeados, a luz pulsada é uma boa opção, assim como peeling. Já para profundidade, o mais indicado é o preenchimento com ácido hialurônico”, diz.

 

De acordo com a diretora clínica da Meu Dermato, Daniella Cury, o preenchimento com 1 ml de ácido hialurônico (0,5 ml em cada lado do rosto) é suficiente para diminuir a sombra embaixo dos olhos que dá a sensação de olhar cansado. “O ácido hialurônico tem uma função de rejuvenescimento facial, dando sustentação à pele, preenchimento e hidratação. Por isso, disfarça rugas e  também corrige olheiras e não tem rejeição porque é um componente da pele, considerado um hidratante natural”, conclui.

 

Sobre a Meu Dermato: Um novo conceito em medicina dermatológica, a rede de clínicas tem como objetivo realçar a beleza, por meio de procedimentos acessíveis, seguros e modernos, realizados por uma equipe de médicos dermatologistas.

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Comentários