Kantar: 69% dos lares brasileiros terminaram 2022 endividados

Publicado por: Redação
31/08/2023 18:34:57
Exibições: 55
Cortesia Editorial Pixabay/iStock
Cortesia Editorial Pixabay/iStock

No primeiro semestre de 2023, 73% precisaram adaptar padrões de compra mensalmente para conseguir pagar as despesas

 

O mais novo relatório anual sobre os gastos domiciliares dos brasileiros Domestic View, da Kantar, líder em dados, insights e consultoria, mostra que 69% dos lares do País fecharam o ano de 2022 endividados. Segundo dados do primeiro trimestre deste ano, 73% dos brasileiros precisam adaptar padrões de compra mensalmente. Para 33% o salário mal cobre as despesas do mês.

 

A cesta de bens de consumo massivo (FMCG), composta por alimentos, bebidas, artigos de limpeza do lar e itens de higiene e cuidados pessoais, ocupou o maior share de gastos do brasileiro: 54%. Os artigos de limpeza, por sua vez, foram os que mais impactaram a renda da população em 2022, com 15% mais gastos médios do que em 2021.

 

Todas as camadas sociais vêm necessitando gerenciar gastos de alguma maneira. Na classe AB houve um salto de 9,8% em endividamento em um ano. O cenário econômico se mostra mais desafiador entre os jovens. Nos lares com pessoas até 29 anos, a taxa dos que se sentem mais pressionados e com dificuldade para pagar as despesas fixas é de 37%, enquanto nos lares 50+ esse índice cai para 29%.

 

Além disso, todas as regiões brasileiras analisadas apresentaram taxa de endividamento maior do que em 2021. Na média brasileira, a relação renda x gasto foi de - 21% em 2022, com renda de R$ 1.614 e gasto de R$ 2.042. A Grande São Paulo apresentou a relação mais negativa, com -31%, e o Sul do país foi a região com menor endividamento, de -6%.

 

Para este ano, com 800 mil famílias incluídas no Bolsa Família, reajuste no valor do salário mínimo, desemprego em queda, número de trabalhadores informais caindo 8% e previsão de inflação menor, o cenário pode ser diferente.

 

Pets

O desembolso dos lares com animais de estimação segue em alta, mas com movimentações diferentes em cada classe social.

 

A classe C, por exemplo, aumentou as despesas com alimentação para pets em detrimento de compra de animais domésticos, acessórios e artigos de higiene. Já a Classe DE gastou mais com despesas veterinárias, acessórios e artigos de higiene e diminuiu gastos com alimento e compra de animais domésticos.

 

Internet, Streaming e TV Paga

Os gastos dos brasileiros com internet e Streaming de Vídeo continuam crescendo, enquanto a contratação de TV Paga vem registrando queda desde 2019.

 

O desembolso com TV por assinatura saiu de 23% em 2021 para 17% no ano passado, para que sobrasse orçamento para o gasto com acesso à internet. Os gastos com streaming de vídeo cresceram 23% entre 2021 e 2022.

 

Os dados acima fazem parte do estudo DomesticView, realizado com 4.915 domicílios brasileiros, que representam mais de 58 milhões de lares, entre outubro e novembro 2022.

 

Sobre a Kantar

A Kantar é líder global em dados, insights e consultoria.

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Comentários